quarta-feira, 23 de maio de 2007

CADAVRE EXQUÍS I ( realizado na Cabana )


E lá estava elaoutra vez o contar as garrafas expostas na prateleira, obcessão tão doentia ao ponto de criar vómito em todos aqueles que assistiam á conversa acerca da sua última viagem à foz do ganges da Índia alucinante:
- Que viagem aquela, desgraçada, amaldiçoada, tantos foram os dissabores...coitada de mim, que não sei o que é homem desde o tempo em que as criãnças brincavam com imaginação infinita !
tão infinita, que ninguém a compreêndia, pior, que nem ela.
nem de propósito, cenários bem escolhidos e gaivotas em voo picado, drogado.
- Esta juventude é uma vergonha, vidas estragadas e inconscientes...!
Como todos os que escolheram a missão de pedagogos.

http://www.fcsh.unl.pt/edtl/verbetes/s/surrealismo.htm
http://www.perve.org.pt/surrealistas/index/.html

texto e desenhos - Ana Santos / fernando Andrade
02/05/2007

5 comentários:

Pai não sabe de quem disse...

Muito bem, filhotes! Aqui vai uma moedinha p'ro artista?! }:-D

brocas, tónhó, manecas e farripas disse...

a nossa onda ñ é muito dádá mas é mais "dácá uns pintores"... e tamém curtimos restos de comida...
táse

Inês disse...

Liiiiiiiindoooooooooo :)

É uma das minhas vanguardas favoritas e o cadáver esquisito uma das tecnicas de produção artistica mais interessante!

Para quando o II?
Beijos e Barretes
Inês

P.S.- é favor proceder à preservação da obra de arte, a menos que deixem registos do seu contexto de produção artistica tão uteis à actividade do conservador-restaurador!
Em nome dessa tão nobre actividade e respectivos profissionais, desde já deixo o meu sincero e desesperado agradecimento ;)

sopeira da morgue disse...

Então que venha o 2º cadáver, que é para fazermos a autópsia...

tia purina disse...

Olha lá, sua malcriadona! Antes sopeira do que andar às sopas de alguém...;)
Deixa lá o defunto em paz. Não vês que isto é arte de vanguarda?