terça-feira, 14 de março de 2006

UM POETA ABRIU A SUA ALMA NA CABANA


No passado dia 9 de Março, passou pela Cabana um poeta, sentou-se, tomou um café, bebeu umas águas, fumou uns cigarros, abriu a sua alma generosa e transmitiu-nos coisas que só se dizem aos amigos mais queridos. Foi como amigo que se despediu e todos os afortunados que assistiram àquelas 3 horas de pura magia regressaram a suas casas mais ricos, porque a verdadeira riqueza está na alma.

3 comentários:

Anónimo disse...

" A POESIA É O AUTÊNTICO REAL ABSOLUTO.ISTO É O CERNE DA
MINHA FILOSOFIA.
QUANTO MAIS POÉTICO, MAIS VERDADEIRO."

Novalis

Anónimo disse...

"A minha terra é o que o mar não quis"

Ravalusi.Arte disse...

Um grande abraço ao meu Amigo Chico Flores pelo trabalho que tem realizado;
outro abraço ao Amigo Fernando, pelas noites da Cabana, a que infelizmente, ainda não me foi possível assistir. (a exposição é que foi pior..ahahahah)
Parabens e felicidades
Dia 8 Montemor